Saiba mais sobre a doença canina conhecida como cinomose .


Se trata de uma doença que acomete cachorros jovens geralmente durante o primeiro ano de vida(antes de 1 ano de vida).A cinomose pode atingir diversos órgãos, é uma doença sistêmica,e pode se alastrar por todo o organismo, além de ser altamente contagiosa. É uma doença causada por um vírus pode sobreviver por um longo período em ambiente seco e frio. No entanto é um vírus bastante sensível ao calor, luz do sol e desinfetantes comuns e, leva quase sempre à morte tanto filhotes, porém os adultos também podem se contaminar se não vacinados.

Como é a Transmissão e contaminação da Cinomose?

A cinomose pode ser transmitida diretamente de um cão para o outro, através de espirros, secreções oculares, nasais, orais, pelas fezes ou ainda pelo ar, respirando o ar infectado. Indiretamente o vírus da cinomose pode ser levado, quando temos contato com um cachorro doente, transportando em nossas roupas e sapatos o vírus para o cachorro sadio.

Alguns animais doentes podem ser assintomáticos, ou seja, não apresentarem sintomas, porém estão disseminando o vírus para outros animais ao seu redor. Somente em condições de sobrevivência adequadas, o vírus da cinomose consegue resistir em média dois ou até três meses no ambiente, onde não haja mais um animal contaminado.

A Cinomose não é uma zoonose, ou seja, não passa para as pessoas. Mas o contágio é muito fácil entre animais, por isso um cão com cinomose deve ficar completamente isolado de outros animais.

Sintomas da doença:

Tosses,Espirros,Febre,Perda de apetite,Apatia,Fraqueza,Vômitos,Diarreia,Secreções nasais,Secreções oculares (conjuntivite),Perda de coordenação motora,Movimentos involuntários,Contrações musculares involuntárias,Convulsões e Paralisia.

Depois que o animal foi infectado, ocorre um período de incubação de 3 a 6 dias ou até 15 dias, que é o tempo que o vírus leva para começar a agir dentro do organismo e fazer com que o cão apresente os sintomas. Após isso, o animal apresenta febre que pode chegar até os 41º C com perda de apetite, apatia (ficar quieto demais), vômito e diarreia, corrimento ocular e nasal. Um dos sinais neurológicos evidentes de um cão que esteja com cinomose é a contração involuntária dos músculos do corpo, chamada de mioclonia, este é um sintoma bastante particular da doença.

Em seguida o sistema respiratório e ocular são atingidos e finalmente o sistema nervoso do cão é comprometido.

Para que seu cachorro tenha chance de se curar é fundamental fazer um diagnóstico o mais prematuro possível para que ele consiga superar a doença.

Como evitar ?

A única forma de combater essa doença é através da vacina. Elas estão disponíveis no mercado, podem ser compostas pelo vírus atenuado, conhecidas como V8 e V10, Existem também as vacinas recombinantes, mais modernas, desenvolvidas para imunização de humanos e animais. No plano de vacinação, os cães podem ser vacinados a partir de 6 semanas de idade, ficando a critério do médico veterinário.Os filhotes devem receber 3 doses desta vacina na primeira fase da vida. Posteriormente, os cães devem receber uma dose da vacina anualmente. Portanto, resumindo, são 3 doses, a primeira com 6 semanas de vida, após estas, fazer um reforço uma vez ao ano.

Posts Em Destaque