Vira-latas: flexíveis, saudáveis e cheios de amor pra dar


Para quem quer muito a experiência de ter um cãozinho, a adoção pode ser um caminho mais rápido para encontrar seu melhor amigo. Então, por que não adotar? Já pensou nisso? Estatísticas mostram que para cada cinco habitantes nas grandes cidades do país, há um cachorro. E destes, 10% estão abandonados. Só no Brasil existem 20 milhões de cachorros abandonados, loucos para dar e receber amor.

A maioria dos cães de abrigos são aqueles Sem Raça Definida, ou o famoso vira-lata. Apesar de muita gente ainda ter preconceito com eles, se a opção for pela adoção, te garanto: não vai se arrepender.

Existe uma centena de motivos para ter um vira-lata, mas um deles já pode te ajudar a adotar um. Eles são muito fáceis de treinar e até podem ser capacitados para atuar como cão-guia ou cachorros de terapia, pois são considerados plenamente capazes de realizar essas atividades. Além disso, são muito flexíveis, adaptando-se com facilidade a uma casa nova, mesmo já tendo morado com um dono anterior. Não é comprovado cientificamente, mas a opinião de alguns veterinários é de que eles também apresentam menos problemas de saúde.

Mas nunca é demais lembrar que adotar ou mesmo adquirir um animal é um ato de amor e também de responsabilidade. Afinal, um cãozinho é uma vida, que vai depender de você pra fazer quase tudo, assim como um bebê. Com a diferença que os bebês crescem e se tornam independentes. Ao contrário dos cachorros, que só passam a depender cada vez mais de seus donos, pelo menos por uns 10, 15 anos, em média.

Pense bem e veja se vale a pena seguir esse caminho. E não esquece: se precisar treinar seu novo amigo, teremos o maior prazer em ajudar.

Posts Em Destaque